Um diamante a ser lapidado

Primeiro filme de Quentin Tarantino, mostra o genial diretor que estava por vir.

Falar que Quentin Tarantino é um diretor genial, que revolucionou o jeito de se fazer filmes e que ele é uma grande inspiração aos aspirantes a futuros profissionais da sétima arte, é chover no molhado, falar mais do mesmo

Porém, como se deu a origem desse revolucionário diretor? E minhas curiosidades a cerca disso, aumentaram ainda mais, quando meu amigo, sócio de blog e fã alucinado de Tarantino, J.Júnior , me contou dados curiosos de Cães De Aluguel (Reservoir Dogs, EUA , 1992).

Dois deles me chamaram bastante atenção: o primeiro foi o fato de o orçamento da obra ter sido tão baixo, que os atores utilizam no filme roupas e veículos próprios; já o segundo, era de que boa parte da história se passava em um galpão.

O enredo consiste na história de oito homens que são contratados por Joe Cabot (Lawrence Tierney) para executar um assalto à uma joalheria, com uma condição: ninguém sabe o nome de ninguém, e serão nomeados com o nome de cores; e assim forma-se a gangue: Mr. Blonde (Michael Madsen), Mr. Blue (Edward Bunker), Mr. Brown (Quentin Tarantino), Mr. Orange (Tim Roth), Mr. Pink (Steve Buscemi) e Mr. White (Harvey Keitel).

Porém o tiro sai pela culatra e o roubo é um fracasso, são surpreendidos pela polícia e, após um tiroteio, conseguem escapar. Mr. Pink (Steve Buscemi) suspeita de que houvesse alguém ali no meio que fosse infiltrado da polícia, devido ao tempo que a mesma levou para chegar ao local do crime após o alarme da joalheria ter sido disparado. Mr. White concorda e eles contrastam as suas histórias do ocorrido.

Quem seria esse traidor? O que fazer com Mr. Orange, que foi baleado e sangra lentamente até a morte? Por que Mr. Blonde voltou tão diferente e incontrolável da cadeia?

A forma como as respostas são dadas a estas perguntas, é que fez com que Tarantino crie não só seu estilo único de filmar, onde o mote principal da história não aparece e o tempo real é em oposição ao relógio do filme, mas sim uma revolução na linguagem e forma de se fazer roteiros e editar um filme.

O diálogo inicial na lanchonete, onde os bandidos discorrem a cerca do mega hit “Like a Virgin” da rainha do pop Madonna, a discussão sobre dar ou não uma gorjeta a garçonete, o uso de palavrões e gírias, dá um tom de realismo e uma proximidade do espectador com o filme. As famosas cenas captadas da visão do porta-malas de um carro (característica peculiar dos filmes do diretor) começou nele, e a abertura em slow motion, com todos os protagonistas de terno preto é um espetáculo à parte. No quesito atuações, por mais que o elenco seja poderosíssimo, o grande destaque na minha humilde opinião vai para o excelente Steve Buscemi, como Mr. Pink.

Cães de Aluguel, não chega a ser o melhor filme de Quentin Tarantino, por mais que ele tenha virtudes e tenha conseguido o feito de provar que o cinema independente poderia ser rentável, visto que faltou só um pouquinho a mais de dose no quesito ação, e pelo fato de que sua derradeira obra viria três anos depois: PULP FICTION!

Porém, já na sua grande estréia como diretor, nota-se que ali havia um grande diamante a ser lapidado, que poderia render uma grande pedra preciosa. E que, diga-se de passagem, rendeu. E como rendeu!

FICHA TÉCNICA

Diretor: Quentin Tarantino

Elenco: Harvey Keitel, Tim Roth, Steve Buscemi, Michael Madsen, Chris Penn,Lawrence Tierney.

Produção: Lawrence Bender

Roteiro: Quentin Tarantino

Fotografia: Andrzej Sekula

Trilha Sonora: Karyn Rachtman

Duração: 99 min.

Ano: 1992

País: EUA

Gênero: Ação

Cor: Colorido

Distribuidora: Não definida

Estúdio: Live Entertainment / Dog Eat Dog Films

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s