Redescobrindo o Brasil magistralmente

holy-land-front

Não é preciso muitas audições para sacar que “Angels Cry”, primeiro disco do Angra lançado em 1993, era um trabalho muito acima da média: produção impecável, arranjos de extrema qualidade, solos de guitarra virtuosamente bem executados, bateria poderosa, baixo pulsante, alcances vocais impressionantes, e hinos monumentais como “Carry On”, “Time” e a faixa-título.

Continuar lendo

Ótimo para conhecer o homem, nem tanto para o gênio

MARLEYxm Poster_27x40c

A tarefa de levar para as telas a trajetória de grandes ícones musicais, não é das mais fáceis; ainda mais quando se trata de Bob Marley, gênio musical cuja história de vida e do reggae se confunde.

Continuar lendo

Nós Conseguimos O Melhor

A banda mais quente do planeta!

A banda mais quente do planeta!

Uma dúvida que pairava em minha mente, e creio que na de alguns fãs, antes do show do Kiss começar era: “Será que a voz do Paul Stanley, comprometida pelos seus 63 anos, irá tirar o brilho do espetáculo?”.

Continuar lendo

Uma festa digna dos monstros

Visão do palco

Após encarar uma maratona de mais de 10 horas de shows com o volume no talo, a sensação que ficou do segundo dia da sexta edição brasileira do Monsters Of Rock foi a de que o mega evento realizado no Anhembi era uma verdadeira festa a altura dos grandes nomes que se apresentariam ali.
Continuar lendo

Disco Símbolo

Destroyer

Com uma extensa e rica discografia, fica difícil escolher um álbum para simbolizar uma carreira como a do Kiss; sabe aquele papo do pai e a mãe que não consegue eleger o filho favorito numa numerosa família? Pois é.

Mas, se tem uma obra prima dos quatro caras de rostos pintados de Nova Iorque que merece ser focada para fazer o debut do grupo aqui no blog, não tem como ser outra escolha: Destroyer.

Continuar lendo

Da dor a consagração

Pearl Jam Twenty

A melhor definição para o processo embrionário sobre uma das melhores bandas de rock de todos os tempos veio não de um dos seus integrantes, mas, de um amigo muito próximo: “O Pearl Jam nasceu da junção da dor: primeiro da parte do Jeff e do Stone pela perda do Andrew Wood (vocalista do Mother Love Bone), e segundo pela da perda do pai do Eddie”, crava Chris Cornell.
Continuar lendo

Menos Off. Mais Som.

Tim Maia

É inegável que falta uma cinebiografia de grandeza na trajetória das produções verde-amarelas; mesmo com algumas boas e ótimas tentativas, nenhuma delas conseguiu o feito de estar a altura de seu biografado com uma narrativa que saiba equilibrar os aspectos positivos e negativos do mesmo.

Mas, eis que surge a oportunidade de ouro para romper essa escrita: o mito da soul music brasileira, dono de um talento e poder vocal incrível, de personalidade forte, carismático e síndico do Brasil ganha seu registro na tela do cinema: Tim Maia.
Continuar lendo

Memórias de uma geleia derretida

Eu Sou Ozzy

“Diziam que eu nunca escreveria este livro. Bom, que se fodam- porque aqui está ele. Tudo que preciso é me lembrar de algo… Droga, não consigo me lembrar de nada. Oh, só dessas coisas…”

É com essa honestidade e ironia, com que um dos maiores ícones da história do rock e da música, Ozzy Osbourne, abre sua autobiografia, onde reúne lembranças do que sobrou das memórias de sua geleia derretida (termo usado para referir ao seu cérebro), que mesmo apresentando “falhas no sistema”, consegue trazer um revelador panorama de como conseguiu ser uma figura tão amada durante várias gerações, apesar de ter feito cagadas catastróficas.

Continuar lendo

Tabu Acrescentado

Anúncio do show da Nação Zumbi

Por um bom tempo achei que o título de “melhor show nacional que já vi na vida” ficaria de forma vitalícia com o dos Titãs, que assisti juntamente com meu grande amigo André na Fenamilho, naquela memorável noite de quinta-feira de 21 de maio de 2009.
Continuar lendo

Lollapalooza 20 anos depois

Lollapalooza 2013

No último fim de semana, rolou em São Paulo a 2ª edição nacional do Lollapalooza no Jockey Club, onde mais de 150 mil fãs conferiram memoráveis apresentações que, além de recolocar a terra da garoa no mapa dos grandes festivais, mostraram mais uma vez a força do rock em nosso País.
Continuar lendo