A Guerra das Cores e da Morte

A saga “Noite mais Densa” (Blackest Night) da DC comics que foi um sucesso em todo o mundo agora chega ao seu fim aqui no Brasil (está presente desde julho 2010), ela apresenta o Continuar lendo

Nada se cria, tudo se copia

Até aonde você pode separar referencias e homenagens do tal “Xerox” (para ser delicado)?! ROY LICHTENSTEIN entrou no último item em minha opinião, boa parte de suas famosas artes são ctrl + c (sem direito a créditos) de muitos Continuar lendo

1602

Ilustração da Capa de Scott Mckowen. Releitura da Gravura dos Conspiradores de Guy Fawkes de 1605.

1602 trata-se da historia de alguns personagens da Marvel adaptados na Inglaterra no inicio do século 17, ícones como  Quarteto Fantastico, X-men, Nick fury e outros são meros personagens nessa fabulosa trama escrita pelo fabuloso Neil Gaiman e desenhada por Andy Kubert, a qual se encontra em intrigas no reinado da Rainha Elisabeth, dramas dos personagens em duvidas com Religião e Política. Você vai encontrar na revista também decapitação,  inquisição,  guerras, seres fabulosos e grandes sacrifícios, luta pela liberdade, reconhecimento e muitos fanáticos religiosos que eram típicos na época. Uma grande luta de sobrevivência e um grande mistério para descobrir quem é o personagem temporal perdido ali naquela historia de homens simples.

 

“1602” foi minha ultima leitura do ano, e com certeza será a primeira do novo  ano, pois irei reler esse maravilhosa historia novamente. Existe algumas coisas que me faz ter orgulho de ser admirador da 9ª arte, está revista a qual ganhei de presente da Maravilhosa Ana Paula no Natal é uma delas. Essa edição com certeza é uma grande homenagem a Stan Lee, Jack Kirby e Steve Ditko que são os criadores clássicos da Marvel.

VERTIGO

Para quem não sabe, Vertigo é um selo de quadrinhos voltado para adultos, com historias mais maduras e inteligentes. Foi fundada por pessoas da DC, mas usa o nome diferenciado da mesma por ter um trabalho como falei antes mais crescido e complexo.
Nós Brasileiros agora estamos sendo presenteados com a edição de numero 12, sem contar outros especiais que sempre são lançados pela GRANDIOSA Panini. Quadrinhos para mim é algo que cresceu comigo, formou meu carater. Não sabia nem ler quando ganhei minha primeira HQ, mas foi com essa primeira que começou meu GRANDE amor.
Com o universo Vertigo vejo que é possivel fazer qualquer coisa com o quadrinhos, mostrando que este não é uma vertente e sim uma forma poderosa de Mídia.

– LUGAR NENHUM: “Está serie já chegou ao final (Contos de Vertigo tem fim), achei a mesma deslumbrante, com personagens ótimos. [Baseada no romance e na série de TV homônimos de Neil Gaiman.]
“Richard Mayhew tinha uma vida rotineira e quieta, era totalmente escravo de sua noiva… Então, tudo mudou na vida de Richard. Desafiando a noiva, ele recolheu a garota e a levou até seu apartamento. Lá, descobriu que ela era Lady Porta, filha de Lorde Pórtico – patrono de uma importante família na Londres Abaixo. Mas o pai dela, bem como toda sua família, foi assassinado, e ela agora é perseguida por dois perigosos homens. Sem querer, Richard entrou numa trama que pode custar sua própria existência…”
*Obs: Conde Carabás no cinema seria Johnny Deep, rsrs.

– VAMPIRO AMERICANO: “Esqueça crepúsculos e entrevistas, Vampiro Americano veio para mudar a visão atual que temos dos mitológicos monstros como seres atormentados e receosos de aproveitarem seus poderes malditos. O roteirista Scott Snyder, com uma mãozinha do mestre do terror Stephen King, juntou-se ao ilustrador brasileiro Rafael Albuquerque no início de 2010 para contar a história de Skinner Sweet, o primeiro dos vampiros a ser criado nos EUA… e de todo o sangue derramado que veio disso!”

-CASA DOS MISTÉRIOS: “Em algum ponto dos incontáveis mundos, existe uma Casa. Nela moram pessoas que estão entre a resignação e a aceitação de que nunca mais poderão sair de lá. Sendo assim, por que não fazer da casa em um bar? Um lugar que recebe fregueses de todos os inimagináveis planos da existência, que pagam suas contas com histórias de fantasia e terror, magia e assombros. O que todos parecem negar, porém, é que essa casa, a Casa dos Mistérios, está viva – e observando todos.”

– HELLBLAZER: “Contatantine” se você ver o filme e conhecer a Hq vai como eu começar a odiar profundamente adaptações cinematográficas de quadrinhos. É um abuso ao personagem criado pelo Alan Moore.
” O mundo que você vê, que você toca, que você cheira, que você sente, é nada mais do que um palco. Seres humanos são menos que atores. Marionetes manipuladas por um sem número de anjos e demônios envolvidos em jogos de poder – ou simples passatempos. John Constantine ousou brincar com invocações e encantos quando jovem, o que quase o levou à insanidade. Hoje, cínico e marcado pelos seus erros, ele caminha por Londres como uma das únicas pessoas que conhece os bastidores do universo – e que pode fazer algo pela humanidade.”

E outras historias… As quais sempre estão presentes na revista, como Escalpo que é fabulosa e esperta historia de policiais, índios, etc… Vikings  a qual eu acho a mais fraquinha mas não deixa de ser interessante…

Já ia esquecendo  da minha ultima adquirida a qual já postei aqui no Miscelânea Cult a numero 01 e acaba de chegar a 02 (nem acabei de ler ainda) “Y O ULTIMO HOMEM – Ciclos”, Fabulosa e esperta revista, a qual você tem uma noção que as mulheres não conseguem viver sem nós homens ou que muitas mulheres ficaram felizes com o desaparecimento de nós homens….
*Leia VERTIGO, é OBRIGATÓRIO para todos que gostam de historias inteligentes, ler, se surpreender e que pensam que os filmes de cinema são inteligentes (estão enganados Meninas), entre nesse mundo totalmente diferente do normal…


As coisas em “…” foram chupinhadas de: http://web.hotsitepanini.com.br/vertigo/ – Veja o site!
[Qualquer erro de português ou outro existente na postagem, apague de sua mente, você não viu nada.]

Y o Último Homem

Volume 1 - EXTINÇÃO

Todo homem já pensou “e se eu fosse o último homem do planeta?”, imaginam que seria tudo uma maravilha, levariam uma vida de rei/deus…pena que eles estejam enganados: assim mostra a revista em quadrinhos da linha adulta chamada VERTIGO.

SÉRIE VENCEDORA DE TRÊS PRÊMIOS EISNER! (MELHOR SÉRIE REGULAR, MELHOR DESENHISTA E MELHOR ROTERISTA)

Em 2002, misteriosamente, todos com o cromossomo Y foram destruídos, vomitaram sangue e bateram as botas (até os Rolling Stones). Com exceção  de Yorick e Ampersand (seu macaco). Com o domínio das mulheres o mundo mudou um bocado: modelos siliconadas viraram cata lixo (corpos mortos de homem), viúvas querem a todo custo o lugar político de seus falecidos, muitas mulheres ao redor do mundo se alistando no exército.

Antes de perder a conexão, Yorick tinha acabado de pedir sua amada Beth (que estava na Austrália) em casamento. Aí começa o longo caminho deste sobrevivente querendo ir para o encontro de sua garota: perseguido por republicanas, cientistas, todos os outros países e o pior as amazonas (essas cortam um dos seios, assim como as verdadeiras amazonas) que são da turma que odeia os homens; elas acham que foi uma benção, um recado divino, eles desaparecerem e caçam/matam até mesmo as garotas travestis, com medo de elas serem homens.

Esta é apenas o volume 1, estou ansioso para o restante! É o tipo de história bem cabeça, engraçada e interessante, apesar de ter um contexto sangrento e triste. Até mesmo aquela pessoa que odeia quadrinhos iria se encantar com a trama. Recomendo e assino em baixo.

Não escorregue o dedo no gatilho.

Rezo para que ela NÃO vire filme, pois estou começando a achar que os quadrinhos viraram roteiros para diretores desmiolados, que não têm um pingo de inteligência e criatividade para criar porra nenhuma…e adaptações…sempre deixam a desejar!

FICHA TÉCNICA:

Nome original: The Last Man – Unmanned
Editora: Vertigo
Roteiro: Brian K. Vaughan
Arte: Pia Guerra
Arte-final: José Marzán Jr.
Cores: Pamela Rambo
Letras originais: Clem Robins
Capas: J.G. Jones

Tradução: Fábio Fernandes/FD
Letras: Daniel de Rosa
Edição: Fabiano Denardin / Bernardo Santana
Editora: Panini

Homem de Ferro 2

É um bom filme, tem os dilemas e é inteligente,  como nas histórias em quadrinhos, mesmo eu querendo ir ao cinema e ver só pancadaria e sangue e…mas, é bacana!

Porém, como sempre filtraram o filme para não chocar ou não ser visto negativamente por algumas pessoas, Tony Stark (Downey Jr.) é um alcoólico (ver arco Demônio da Garrafa nos gibis), é um cara frio para caramba (quase um robô) e é o herói mais galinha, já criado pelo ser humano!

No filme não, ele é um carinha que fica desesperado pois está sendo infectado e começa a cair nos excessos.

Aí o cara nos quadrinhos.

É uma adaptação, sempre esqueço.

Personagens:

Downey Jr. (Tony Stark): O cara é um ótimo ator, deixa o personagem muito interessante, fabuloso! Seguindo a trajetória do Filme, Tony está na mesma!

Ivan Vanco (Rouke): Ivan tem um papel no filme bem interessante, me fez lembrar até o Rocky 03, o “Clubber” treinando e dando uma surra no Rocky! Agora não posso falar do Mickey Rourke, pois sou fã do cara! Adoro as interpretações dele.

Scarlett (Viúva Negra): Tem momentos engraçados com ela, esperto do Jon Favreal, que, além de ser ator e diretor, contracena com ela sempre!

Gwyneth (Pepper Potts): Não é ruim, mas é a mais fraca do filme! Papelzinho meia boca. Ela é uma mãe para o Tony.

Terrence (Rholdes): Não tenho nada a declarar, algumas pessoas nem perceberam, mas este é aquele amigo do Stark no primeiro filme: substituição de ator. O personagem carrega um grande dilema entre seu amigo louco e seu dever com o Tio Sam.

Sam Rockwell (Justim Hammer): De onde esse cara saiu? Não conhecia o trabalho dele, achei fabuloso! Ótimo ator. O Hammer é um bonachão bem bacana! Esses vilões com estilo fazem a diferença.

Gostei mais do roteiro, história e composição do primeiro filme, mas em questão de atores e trama, este é bem melhor.

Vi ele ontem, um grande esforço na verdade, pois estou dengoso. Claro que tive umas regalias: carona do Love e etc…

FICHA TÉCNICA:
Título original: Iron Man
Gênero: Aventura
Duração: 02 hs 06 min
Ano de lançamento: 2008
Site oficial: http://www.homemdeferro.com.br
Estúdio: Dark Blades Film / Marvel Entertainment / Road Rebel
Distribuidora: Paramount Pictures / UIP
Direção: Jon Favreau
Roteiro: Art Marcum, Matt Holloway, Mark Fergus e Hawk Otsby, baseado em personagens criados por Stan Lee, Don Heck, Jack Kirby e Larry Lieber
Produção:Avi Arad e Kevin Feige
Música: Ramin Djawadi
Fotografia: Matthew Libatique
Direção de arte: Suzan Wexler
Figurino:Rebecca Bentjen e Laura Jean Shannon
Edição: Dan Lebental
Efeitos especiais: Industrial Light & Magic / The Orphanage / Lola Visual Effects / The Embassy / Pixel Liberation Front / Stan Winston Studio / Gentle Giant Studios