Ficção-Científica Além Do Convencional

O Homem Duplo

Naves espaciais, carros voadores, telões em alta definição passando mensagens publicitárias, robôs, raio-laser, luzes neon, futuro distópico cyberpunk, corrida espacial e uma explosão de luzes psicodélicas são alguns dos ingredientes clássicos de grandes obras de ficção-científica.

Mas se há algo que chama bastante atenção em “O Homem Duplo” (EUA, 2006), além de sua técnica de filmagem, é o fato de trazer uma história que vai além dos elementos convencionais do gênero.

Continuar lendo

Anúncios

Resgatar o Matt Damon vale muito a pena, e com Ridley Scott no comando vale mais ainda.

Perdido em Marte

Não existe uma fórmula precisa que resulte um filme memorável, já que para ele alcançar o devido o status, uma série de fatores entra em cena; mas, parece que há uma infalível, contrariando essa ideia: missão de resgate + Matt Damon + um grande diretor no comando = FILMAÇO! E essa máxima se confirma no retorno de Ridley Scott ao gênero que o consagrou: Perdido Em Marte (The Martian, EUA, 2015).

Continuar lendo

Megalomania que quase funciona

Interestellar

Tendo obras que engloba problema de memória, traições no mundo da magia, a ciência do sonho, e o fantástico renascimento artístico do homem-morcego, Christopher Nolan não precisa provar mais nada para ninguém de que é um dos maiores cineastas de sua geração.

A confiança no diretor é tanta, que os fãs mais ardorosos já criaram a alcunha: “In Nolan We Trust”. Essa condição de prestígio permitiu que fosse possível a realização de sua incursão no universo da ficção científica: Interestelar (Interestellar, 2014).
Continuar lendo

Muita ação com toque de arte

Lucy

Os mais críticos que acham que o cinema deve sempre ser “o mais próximo do real” e cientistas, com certeza dirão que Lucy (Lucy, 2014) não passa de uma bobagem high tech de embalagem bonita para ser consumida pelo grande público.
Continuar lendo

Fazendo jus à badalação

Gravidade

Definitivamente, não há meio termo para Gravidade, um dos longas mais badalados dos últimos cinco anos; dos comentários que eram divulgados, 97% eram completamente a favor do filme, alguns até beirando o exagero ao colocá-lo num pedestal ao lado de 2001-Uma Odisseia No Espaço; já o restante, em minoria, criticava a morosidade e falta de lógica no roteiro.

Continuar lendo

Bolinhas de gude do universo

Protagonizado por Tommy Lee Jones e Will Smith, filme vai muito mais além do cinema pipoca, e proprociona interessante reflexão.

MIB – Homens de Preto tem todos os ingredientes de uma comédia típica de uma boa Sessão da Tarde, dois atores mais do que consagrados unidos na tela, ótimos efeitos especiais, maquiagem espetacular, produção de primeira, um ritmo fascinante e com grandes sacadas de humor. Seria mais um típico cinema com pipoca com diversão garantida para toda família. Seria, porque o filme de Barry Sonnelfeld vai muito além disso e deixa uma dúvida no ar: Será que realmente estamos sós no universo?

Continuar lendo

Possante do além

Filme de 86, traz um até então "desconhecido" Charlie Sheen, em uma aventura misteriosa embalada a muito rock n´roll.

Se você é um cinéfilo, ou curte pegar um filme só pra passar o tempo e se divertir, com certeza já se deparou com aquela situação de descobrir um filme que jamais poderia imaginar sua existência: as famosas relíquias, que com o passar dos anos ganham (se for de qualidade) o status de Cult. Como há também a famosa situação de ir à locadora, com determinado filme na cabeça, na intenção de locá-lo, mas acaba não fazendo isso, pois se depara com uma surpresa agradável e acaba mudando a escolha.

Foi justamente a junção destas situações que me fez conferir um dos filmes mais bacanas não só dos anos 80, mas também de um dos mais consagrados atores da história do cinema, que sou fã confessso, o astro Charlie Sheen: A Aparição.

Continuar lendo