Quando o reinado de Batman & Robin foi ameaçado

Quarteto Fantástico 2015

Mamilos, close na bunda, bat-card, carro mais espalhafatoso que os alegóricos de desfiles escolares, visual mais cafona que musical de cassino, frases ridículas de efeito, estes são só alguns dos elementos que fizerem do pavoroso “Batman & Robin” de Joel Schumacher o pior filme de super-heróis e numa das maiores bombas atômicas da história da sétima arte.

Porém, esse reinado trash sofreu uma grande ameaça nas últimas semanas, vinda justamente de sua concorrência, com a inacreditavelmente quarta tentativa de levar para as telonas a “primeira família dos quadrinhos”: Quarteto Fantástico (EUA, 2015).

É bem verdade que a opção do diretor Josh Trank de pegar a origem do grupo de heróis com base na série Ultimate, escrita por Brian Michael Bendis e Mark Millar, foi bem promissora, e parecia que toda aquela avalanche de críticas negativas ao filme era injusta.

Reed Richards (Miles Teller) nos é apresentado em 2007, quando era um pequeno e subestimado gênio, que ao lado de seu amigo Ben Grimm (Jamie Bell), descobre que sua máquina inventada transporta objetos para um “outro lugar”. Salto na trama, e nos encontramos em 2014, onde após uma desastrosa apresentação na feira de ciências, Reed é chamado para trabalhar no projeto da Fundação Baxter para o Dr. Franklin Storm (Reg E. Cathey) no desenvolvimento do teletransporte dimensional.

No trabalho de construção da máquina também estão os filhos de Franklin, Sue (Kate Mara) e Johnny (Michael B. Jordan), além do desconfiado Victor Von Doom (Toby Kebbell).

Um dos raros momentos de ação dos heróis.

Um dos raros momentos de ação dos heróis.

Até ai, tudo vai bem e o clima sy-fy estava bem intrigante; mas, quando surge a viagem derradeira que mudará o destino dos envolvidos, o filme desce ladeira abaixo e só vêm erros atrás de erros, daqueles bem grotescos!

Começando pela própria viagem, motivado por um porre juvenil, que traz também a bordo Grimm (que nem no projeto estava!) e exclui Sue; sim, você não leu errado, ela não embarca com a trupe e a forma como adquire seus poderes é ridícula.

Mais ridículo ainda são efeitos especiais, com um CGI tão exagerado que traz naturalidade 0 pra trama; a fotografia se mostra equivocada com seu tom mais dark, o roteiro pífio deixa os atores de mão atadas, e quando você pensa que depois de tanto enrolar o Quarteto Fantástico finalmente vai entrar em ação, o filme acaba!

Porém, a grande decepção aqui pode se resumir em um personagem: Doutor Destino. Se nos quadrinhos é um dos vilões mais icônicos da Marvel, aqui, a Fox fez “o favor” de transformá-lo numa figura patética, cujo visual até um cospobre faria melhor! E calma que não para por aí: as motivações do plano maligno do vilão são tão idiotas, que lembra muito aquele amigo prego que tomava uma surra no videogame e o desligava todo bravinho, dizendo que não ia brincar mais!

A única coisa boa que podemos tirar desse fiasco é que os planos do estúdio de juntar o universo do Quarteto Fantástico com o de X-Men caíram por terra.

E aos envolvidos com o desastre do homem-morcego de 97, podem dormir tranquilos, já que por uns “lábios de borracha” a mais, o reinado de vocês continua absoluto!

Ficha Técnica

Gênero: Aventura

Direção: Josh Trank

Roteiro: Simon Kinberg

Elenco: Adam Fristoe, Anthony Ramsey, Anthony Reynolds, Ben VanderMey, Chet Hanks, Christopher Heskey, Deneen Tyler, Don Yesso, Evan Hannemann, Gretchen Koerner, Gus Rhodes, Han Soto, Jamie Bell, Jane Rumbaua, Jaylen Moore, Jerrad Vunovich, Jodi Lyn Brockton, John L. Armijo, Kate Mara, Lance E. Nichols, Marco St. John, Mary Rachel Dudley, Mary-Pat Green, Melissa McCurley, Michael B. Jordan, Michael D. Anglin, Miles Teller, Owen Judge, Patrick Kearns, Reg E. Cathey, Shauna Rappold, Sue-Lynn Ansari, Tim Blake Nelson, Toby Kebbell, Wayne Pére

Produção: Gregory Goodman, Hutch Parker, Matthew Vaughn, Simon Kinberg

Fotografia: Matthew Jensen

Montador: Elliot Greenberg

Trilha Sonora: Marco Beltrami, Philip Glass

Duração: 106 min.

Ano: 2015

País: Estados Unidos

Cor: Colorido

Distribuidora: Fox Film

Estúdio: Genre Films / Twentieth Century Fox Film Corporation

Classificação: 12 anos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s