Naturalidade

Wendel Bezerra Catsu  2014

Quem frequenta o blog já sabe que sempre que ocorre a Catsu, e tenho a oportunidade de ir, deixo aqui o meu registro. Nesse ano não foi diferente, e lá estava eu mais uma vez na convenção, desta vez para conferir a palestra do dono da voz do Goku, Bob Esponja, Jackie Chan (do desenho As Aventuras de Jackie Chan): Wendel Bezerra.

Sobre o evento em si, foi mais do mesmo: milhares de fãs de animes, hq’s, games, mangás, cinema e os tradicionais cosplays, que nessa edição teve o destaque curioso da fantasia criativa do Ayrton Senna, sim, o mito do automobilismo ganhou a sua homenagem.

Infelizmente um atraso no voo de Wendel fez com que a palestra começasse com uma hora de atraso, fazendo a organização adiantar o show da banda Kira Justice. Passada a apresentação, e depois de um quase interminável sorteio de um brinde, lá estava no palco um dos maiores nomes da dublagem brasileira.

Wendel contou sua trajetória profissional, casos curiosos e relembrou bordões e momentos que o consagraram. E sua trajetória é bem interessante: filho mais novo de uma família com cinco irmãos, ele seguiu a trilha familiar de ser dublador desde cedo quando tinha apenas oito anos de idade.

Nessa época e até a sua adolescência, fazia teatro em paralelo com seu “videogame chamado de dublagem”, e perguntado se lembra de seu primeiro trabalho feito, o dublador é franco em dizer que não se lembra.

O primeiro notável? James, o irmão de Vicky da série icônica dos anos 80 Super Vicky. Muito antes dos desenhos se cruzarem com sua carreira, Bezerra fez faculdade e formou-se em Direito, mas já tinha colocado em mente que era com a dublagem que pretendia prosseguir trabalhando.

Anos 90 e uma nova virada, quando começou a dublar o guerreiro mais poderoso do universo em Dragon Ball Z, com direito a lembrança de Kamehameha aumentado dez vezes, gritos de batalha e Genki-Dama coletiva. E foi justamente neste trabalho que veio a decepção ao ter de fazer a bomba “Dragon Ball Evollution”, que ao menos serviu para pagar suas contas.

Sobre Bob Esponja um caso curioso: certo dia, quando estava passando no corredor do estúdio e viu um teste de dublagem para um desenho novo, pediu para ser incluso; ali ele descobriria que era capaz de fazer uma voz que não sabia que era capaz de fazer, e faria um grande sucesso com o calça quadrada.

De todos os aspectos de sua palestra, o que mais chama a atenção é a sua característica vocal que dá título ao post de hoje: sua naturalidade. É incrível como Wendel Bezerra consegue soltar o gogó para relembrar seus personagens numa facilidade que faz parecer seu ofício uma coisa simples.

Por mais divertida que aquela tarde de domingo estivesse sendo, um pequeno entrave ocorreu, já que o mencionado atraso mudou o cronograma do dia, o que fez com que o horário destinado aos autógrafos, fotos e breve bate papo fosse reduzido, isso sem contar a gigante fila.

Outro detalhe com relação à fila que a organização precisa ficar atenta é com a da comida, que inclusive, precisa dar uma renovada, porque só um mísero salgado, yakisoba e refrigerante não dá.

Agora fica a curiosidade com as cenas desse próximo capítulo, que deverá acontecer em setembro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s