A corrente que vale a pena

Filme que retrata a jornada de três jovens com Down em busca da relaização de seus sonhos estreia na próxima sexta (1).

Filme que retrata a jornada de três jovens com Down em busca da realaização de seus sonhos estreia na próxima sexta (1).

Mande esta oração para 285 amigos e terá dinheiro de sobra esse ano; repasse essa linda imagem e sua amada virá até você; ao ver essa mensagem de amizade me lembrei de você, repasse ela inclusive para mim como prova de que é meu amigo de verdade. Desde os tempos em que pagávamos um interurbano para conectar a internet, uma praga nos persegue: correntes!

Ah, as correntes! Tem coisa mais chata, que imagens de N. Sra. da Santa Girurgina, paisagens europeias, frases de Clarice Lispector, que trazem falsas promessas, uma enorme perca de tempo, e que entopem a caixa de entrada do e-mail? É quase impossível achar algo de útil nesse lamaçal de cafonices; mas, como toda regara tem sua exceção, sempre há alguma grata surpresa.

No meio de fevereiro, numa das trocas de mensagens e ideias com meu irmão e guru Jean Jones, recebo um pedido mais do que especial de dar um incentivo a uma campanha que mobilizou, e ainda está, todos os cinéfilos brazucas: Vem Sean Penn!

Vem Sean Penn!

Vem Sean Penn!

Curioso, fui conferir do que se tratava e me deparei com a primeira grata surpresa do ano, que promete ser um dos grandes sucessos de bilheteria: Colegas. Dirigido e escrito por Marcelo Galvão, a trama mostrará a história de três amigos (Stalone, Márcio e Aninha) com Síndrome de Down, que conversam através de frases icônicas do cinema, graças às inúmeras sessões no Instituto Madre Tereza; um dia, inspirados no filme Thelma & Louise, resolvem fugir na caranga do jardineiro do lugar em busca da realização de seus sonhos.

Se a trama já prometia, o balaço ainda estava por vir: um dos protagonistas, Ariel que interpretará Stalone, é um grande fã de Sean Penn e que, mostrando ser um fã determinado, lançou a campanha no intuito de chamar a atenção do astro, para que ele venha na próxima sexta-feira assistir a estreia de seu trabalho ao seu lado.

O que mais chama a atenção é o fato de não só Ariel, mas todos do elenco, mostrar que mesmo com a deficiência, eles não se fazem de rogados e não caem no senso comum, de se fazerem de coitadinhos para o circo midiático na promoção do longa, e no vídeo gravado para a ação de mobilização viral, seu depoimento de fã, é de uma simplicidade arrebatadora, impossível de não se comover e abraçar a causa.

Numa notícia recente, a assessora do filme disse que a vinda de Penn depende de sua agenda, mas que amigos próximos ao ator disseram que ele teria visto e gostado do vídeo, mas que não há nada de concreto quanto à vinda.

Agora só resta a torcida para que esse grande encontro se realize e para que Colegas faça bonito não só nas bilheterias como nas telas, e que sua bonita mensagem alcance o maior número de pessoas possíveis.

PS: Mesmo com o dia 1º de março já batendo na porta, ainda é tempo de dar um força e contribuição a mais para que o sonho se realize, então como ainda estamos nos 30 minutos do segundo tempo, convido você leitor a alastrar essa ideia: VEM SEAN PENN!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s