O Deus Guerreiro


“O povo celta não possui uma unidade política. São tribos diferentes que às vezes brigavam muito entre sim. Possuíam uma cultura muito rica e homens e mulheres tinham direitos iguais…”

“O Império Romano tinha como cavalarias, mercenários celtas.”

“Portugal e Espanha foram habitados por tribos Celtas. A Cruz de Malta, símbolo da bandeira de Portugal, tem origem Celta.”

“Sua Religião era basicamente em sintonia com a Natureza.”

“Várias crenças  fizeram adaptações de seus costumes como Halloween e São João. O Diabo e alguns santos foram versões Cristianizadas de seres dessa cultura”
via Eduardo Burato  – Cartunista e seguidor dos ensinamentos Celtas

Eu já tinha visto os desenhos e ouvido falar de Sláine. Pensava que era apenas uma releitura de Conan, mas estava muito enganado. Essa história se trata da adaptação de um ícone da cultura Celta. Quem não gosta de mitologia e culturas antigas?!

O Herói dessa saga já tinha passado por várias aventuras, entre elas enganou os Deuses Negros e ganhou um caldeirão da sabedoria ou Graal. Mas ele era ambicioso, queria todas as armas mágicas da Deusa Danu.

Ele havia virado rei de seu povo, mas queria outra coisa: unir as tribos rivais e diferentes da Irlanda com um mesmo objetivo, lutar contra Formorianos, os lordes Drunes e exércitos de demônios. Sláine sempre contava com a sua Deusa Danu, a qual ele era fiel e considerava a si mesmo como o seu consorte. Apesar de seu Druida conselheiro ser contra essa adoração, ele temia que a era das Mulheres voltasse, uma era onde os homens eram apenas objetos.

“Numa época que não é uma época,
Num lugar que não é um lugar….”

Corra atrás dessa história, contada pelo empolgado anão Ukko, que era parceiro de Sláine.

Algumas citações interessantes da história:

“O Conhecimento que os homens procuram em toda parte, está dentro deles o tempo todo, submerso no fundo do seu subconsciente.”

“O natural não é uma sociedade patriarcal mas, sim, matriarcal.”

“De acordo com a lei celta, se um homem ou mulher não tinham certeza sobre seu parceiro, eles poderiam concordar em se unir por um ano. Só depois disso, o casamento era anulado ou renovado.”

“O último a chegar para a batalha era executado em honra a Deusa. Isso também encorajava a pontualidade.”

“A lei servirá o povo. E não o povo à lei”

“Quando as leis são estúpidas, elas devem ser quebradas”

“Melhor fazer amor e guerra… passar pela vida como uma estrela cadente… E morrer antes que chegue a velhice!”

“Os homens têm olhos de cabras quando escolhes suas mulheres. Mas a mulher tem olhos de cabra para manter seus maridos para si mesmas.

“Kiss my Axe!”

Roteiro: Pat Mills
Arte: Simon Bisley

Anúncios

5 comentários em “O Deus Guerreiro

  1. Confesso que Sláine superou minhas expectativas criadas a partir dos comentários do JJ.
    Adoro conhecer outras culturas, principalmente quando se trata de mitologia! É muito bacana ver a forma como outras civilizações, de outras épocas, agiam e pensavam, e isso está totalmente presente em Sláine. Apesar de ser uma lenda (e lendas serem eternas) é muito bacana a visão de mundo que os Celtas tinham, principalmente (ó o lado feminista falando) com relação à Deusa Danu e à sociedade matriarcal. Os encantamentos, forma de devoção…
    Vale a pena conferir. Leitura rápida e de fácil entendimento. Muito bom mesmo!

  2. eu comprei um edição de slaine uma vez .pois estava na promoção,li da primeira vez e não entendi quase nada do que estava acontecendo na estoria. mas bem um ano depois reli ,entendi e gostei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s