Mr. Nobody

Há alguns dias o JJúnior e eu criamos o método da cumbuca para descobrir sortear qual filme iríamos assistir, o último foi Mr. Nobody (Sr. Ninguém). Confesso que minhas expectativas não eram muito boas, achei que seria só mais um filme daqueles super viajados que no fim não fazem sentido nenhum.

“Em um futuro não muito distante, Nemo Nobody (Jared Leto) tem 120 anos de idade e é o último mortal a conviver com as pessoas imortais. Durante esse período, ele relembra os seus anos reais e imaginários de casamento.” Essa é a sinopse que podemos encontrar por aí. Porém, ela mostra muito pouco do que realmente se trata o filme. Para mim a única parte válida dela é que Nemo Nobody, nosso personagem principal, no auge de seus 120 anos de idade, é o último mortal a conviver num mundo, planeta, dimensão [?] de pessoas imortais.

O enredo do filme é baseado no desenrolar dos fatos da vida do Sr. Ninguém (como reflexo do divórcio entre seus pais) e nas consequências que têm suas escolhas: o quanto cada uma delas é extremamente importante e significativa.

Sabem quando ficamos fantasiando em nossa cabeça o que teria acontecido SE tivéssemos feito uma coisa e não a outra? Quando precisamos tomar uma decisão e ficamos medindo cada passo? É exatamente disso que o filme trata; utilizando de flashbacks feitos de maneira magnífica, que deixam certa dúvida no ar até o desfecho do filme: é impossível saber qual das realidades apresentadas pelo Sr. Ninguém de fato aconteceu (se é que, de fato, elas aconteceram!?).

É uma mistura de elementos como o chamado “efeito borboleta” (em que uma folha que cai do outro lado do mundo vai influenciar em um acontecimento da história), universos paralelos e uma pitada de surrealismo.

Se eu for falar mais detalhes sobre o filme corro o risco de revelar muito sobre a história dele (que é fantástica), então sugiro que assistam. Mas, vale ressaltar que esse não é um filme daqueles que você já imagina o final antes da metade do filme, ele exige atenção e raciocínio.

Mr. Nobody
2009 – 138 min.
Drama

Direção:

Jaco Van Dormael

Roteiro:
Jaco Van Dormael

Elenco:
Diane Kruger, Rhys Ifans, Sarah Polley, Jared Leto

“There comes a time in life where everything seems narrow. Choices have been made. I can only continue on. I’ve done everything to reach this point and now that I’m here, I’m fucking bored. The hardest thing is knowing whether I’m still alive.”

“Chega um momento na vida onde tudo parece limitado. As escolhas foram feitas. E eu posso apenas continuar. Eu fiz tudo para chegar a este ponto e agora estou aqui,muito entediado. A coisa mais difícil é saber se ainda estou vivo”.

5 comentários em “Mr. Nobody

  1. Filmaço!

    Após a indicação do JJúnior resolvi assistir. Genial a forma que é tratado o tempo e espaço. Muito, mas muito interessante.

  2. Um híbrido de Donnie Darko e O Efeito Borboleta que engloba e mistura os conceitos dos dois filmes para criar uma obra infinitamente maior e mais complexa.

    Indo além disso, como um Rodrigo Kloss comentou no Filmow, Mr. Nobody flerta com as discussões filosóficas a respeito do Super Homem de Nietszche. A partir dessa atenta observação, considerei válido comparar o filme com 2001: Uma Odisseia no Espaço. Uma sessão dupla com esses dois longas pode gerar uma discussão bastante interessante (que ainda espeço acontecer comigo).

    E ainda que Mr. Nobody não fosse tudo isso, valeria a pena assisti-lo só para se encantar com a fotografia e a trilha sonora, ambas absolutamente maravilhosas.

    • Tem mais a ver com as discussões filosóficas de Sartre, na verdade…Tbm flerta com a ideia budista de equilibrio…

      (Spoiler) É impressionante como tudo no filme, todas as vidas, as realidades alternativas, não passavam da imaginação do menino antes de fazer uma dificil escolha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s