Cisne Negro

Quando o JJúnior e eu saímos para assistir ao Cisne Negro eu tinha inúmeras expectativas a respeito deste filme: primeiramente pelos comentários e críticas que já tinha visto a respeito do mesmo e depois pelo fato de que, por mais de dez anos, eu fui bailarina clássica, ou seja, por inúmeras vezes já havia assistido adaptações e mais adaptações de O Lago dos Cisnes.


Cisne Negro tem como personagem principal Nina (Natalie Portman), filha única que mora com a mãe (Barbara Hershey) super protetora e bailarina aposentada. Ela é daquele tipo que se dedica exclusivamente à filha, ajudando-a com as coisas do balé e até cortando suas unhas e na hora de se trocar. Para ela Nina é a ‘garota meiga’, delicada, pura, inocente, encantadora: a filha que ela não quer ver que cresceu. Em contrapartida, ao mesmo tempo essa pressiona Nina, que tem de conseguir os melhores resultados e atingir a perfeição e o destaque na companhia de balé.

A oportunidade de se destacar se apresenta: Beth (Winona Rider) que era a primeira bailarina da companhia se aposentou e Thomas Leroy (Vincent Cassel) está em busca de uma garota para encarnar o papel do cisne (dessa vez, uma só bailarina fará os dois). Nina é verdadeiramente a representação do Cisne Branco, mas o Cisne Negro (a írmã gêmea má) era forte, sedutora, sensual (o oposto de Nina) e se ela quisesse protagonizar este espetáculo teria que deixar-se levar não pela busca incansável pela perfeição e sim pelas sensações.

Por uma mordiscada do acaso Thomas dá o papel a Nina e a partir daí sua sanidade e limites físicos e psicológicos começam a transcender as barreiras da tela: pressionada por Thomas para encarnar o Cisne Negro, a super proteção (e cobrança) de sua mãe e a aparição de Mila Kunis: a bailarina substituta sedutora que se deixa levar pela música.

Sinestesia é a palavra para descrever as sensações que se tem no clímax do filme: o som das músicas (aliás, a trilha sonora do filme é fantástica!), as câmeras que giram no eixo contrário aos dos giros e movimentos dos bailarinos, luzes que acendem e apagam: é puro ecstasy!

Chega um ponto no filme que temos que fazer uma pausa mental: _Calma aí, isso é real? Ou é só a imaginação e os delírios de Nina? Até onde as pessoas podem ir na busca da perfeição? Essa perfeição é uma busca de Nina? Ou é uma maneira de não quebrar as expectativas que foram criadas ao redor dela mesma?

Cenas que vão da simplicidade à tensão. Do real ao imaginário. Do que você esperava ver ao que você não imaginava. Da repressão a ousadia. Do branco ao preto.

Acho válido destacar que o prêmio de Melhor Atriz que Natalie recebeu no Oscar deste é ano é mais que merecido. Sua atuação, ao contrário do que muitos acharam, pra mim foi espetacularmente real (talvez por eu ter vivido por anos neste mundo clássico). E por falar em realidade, esse é outro aspecto que torna o filme mais sedutor e até desconcertante. Li em um blog a seguinte frase: “… anote a vaga do estacionamento, é filme para esquecer onde ficou o carro” (aconteceu comigo e o JJúnior, rs!).

Só mais um detalhe, recomendo o filme demais, sem dúvidas, mas já digo: não é filme pra qualquer um não, ok!? Cisne Negro não é daqueles que se come pipoca do início ao fim rindo e conversando com a pessoa que está ao lado, pelo contrário, até se esquece o que estava fazendo com a pipoca na mão. Vá preparado, pois você vai assistir mais que uma releitura de O Lago dos Cisnes.

“O Clube da Luta feminino” (JJúnior)

Black Swan
EUA , 2010 – 108 min.
Suspense

Direção:
Darren Aronofsky

Roteiro:
Mark Heyman, Andres Heinz, John J. McLaughlin

Elenco:
Natalie Portman, Mila Kunis, Vincent Cassel, Barbara Hershey, Winona Ryder, Benjamin Millepied, Ksenia

Um comentário em “Cisne Negro

  1. Gostei bastante do teu comentário…

    O filme é tudo isso que tu falou e mais um pouco.

    O trabalho técnico do filme é algo excelente, pra não dizer perfeito, né!

    O elenco todo está muito bem, mas não gostei do Vincent Cassel, achei ele uma canastrice só.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s