Um Novo Caminho

Filme baseado na obra literária de Chico Xavier é o mais caro da história do cinema brasileiro

Se no post de Chico Xavier dizia que o cinema nacional estava em evolução, com Nosso Lar, filme baseado na obra literária do médium, é encontrado um novo caminho que pode colocá-lo de vez no rumo de filmes com qualidade e que façam sucesso de bilheteria: Obras que abordem a temática espírita.

Na última sexta feira, dia 3 de agosto, quando estreou nos cinemas de todo o país, o filme de Wagner de Assis, carregava uma expectativa alta, já que o livro homônio já vendeu mais de 2 milhões de exemplares e a empresa canadense Intelligent Creatures responsável pelos efeitos especias e por boa parte gráfica da película é a mesma de Babel e Wachmen-O Filme.E este é o filme mais caro (até o momento) da história do cinema nacional, com um orçamento de 20 milhões de reais.

As expectativas são correspondidas, pois o filme visualmente e tecnicamente falando é muito bem feito e bonito.As imagens de quando o espírito de André Luiz desencarna no  umbral (espécie de purgatório) e quando é resgatado e chega a cidade  Nosso Lar são sensacionais.Outro ponto alto é a bela trilha sonora composta pelo norte-americano Phillip Glass.

O roteiro também consegue agradar em cheio o grande público, graças à sua forma direta e simples , que vai direto ao ponto.Destaca-se também as participações especiais de Othon Bastos, no papel do Governador, Paulo Goulart como o conselheiro e de Werener Shüneman como o espírito guia de Chico Xavier, Emanuel,que é o responsável pelo departamento de comunicações.As surpresas ficam por conta dos atores poucos conhecidos, com destaque para a atuação de Renato Prieto que faz o papel de André Luiz.

O filme só peca no final, quando começa  a ficar um pouco extenso, mas em compensação a lição que André Luiz nos deixa quando cumpre sua missão, consegue fechar bem a película.

Se Nosso Lar vai quebrar recordes de bilheteria e alcançar (merecidamente) um grande sucesso, só o tempo poderá dizer.Mas esta ótima obra do cinema tupiniquim comprova que a sétima arte feita no Brasil está mais viva do que nunca!

FICHA TÉCNICA
Diretor: Wagner de Assis
Elenco: Renato Prieto como André Luiz, Othon Bastos, Ana Rosa, Paulo Goulart, Werner Schünemann, Fernando Alves Pinto, Rodrigo dos Santos, Inez Viana, Rosanne Mulholland, Clemente Viscaíno, Lu Grimaldi, Selma Egrei, Nicola Siri, Helena Varvaki, Cesar Cardadeiro, Lisa Fávero, Ana Beatriz Corrêa, Chica Xavier
Produção: Iafa Britz
Roteiro: Wagner de Assis, baseado no livro de Chico Xavier
Fotografia: Ueli Steiger
Trilha Sonora: Philip Glass
Ano: 2010
País: Brasil
Gênero: Drama
Cor: Colorido
Distribuidora: Fox Film
Estúdio: Cinética Filmes

3 comentários em “Um Novo Caminho

  1. Muito bom Lucas, Adorei o post e no meu ponto de vista o ponto chave do filme é a trilha sonora que amarrou bem o contexto da obra.

  2. Queria ter feito esse post Sr. Lucas, mas tudo bem! Ótimo post cara! Parabéns.
    Eu já acho que é o melhor filme já feito por terras verde e amarelo! Me surpreendeu muito. Lições, efeitos, historia, ótimos atores, roteiro…
    Ótimo filme!!!

  3. Não sou a pessoa mais adepta aos filmes nacionais, isso porque, pra mim, a grande maioria, não passam de uma história com um roteirozinho medíocre [que já estamos cansados de ver acontecendo todos os dias] com uma dose excessiva e desnecessária de sacanagem, leia-se literalmente ou não.
    Voltando ao “Nosso Lar”….
    Pra mim ele é o ‘divisor de águas’ dos filmes nacionais, mostrando que o Brasil tem sim potencial e que a produção destes deveria ser muito mais incentivada [entendeu Lula?!]
    Independente de religiões, crenças e outros, a história é fantástica e faz qualquer um, mesmo, refletir sobre sua vida e atitudes: ceticismo, maneira de tratar seu ego e os outros, perdão, arrependimento, são só alguns dos temas que dá pra pensar sobre. [Eu mesma já cheguei a um monte de novas conclusões…]
    Outro ponto positivo é os atores, os papéis principais não ficam com aquela ‘nata’ que estamos cansados de ver na TV e cinema todos os dias fazendo os mais variados tipos de personagens imagináveis [eles também estão lá] e sim com outros que desempenham muito bem sua função. [Pra mim, o destaque vai pra Renato Prieto, André Luiz e Fernando Alves Pinto, Lísias].
    Resultado? Cinema LO-TA-DO [assisti sentada no chão!] e uma big repercussão. [Fico feliz em ver um filme brasileiro e que trata de questões espirituais conseguindo esse feito!]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s